Nós ❤ pessoas criativas
Levamos experiências incríveis da sua marca para seus consumidores, nós na verdade, amamos o que fazemos e esse é o nosso grande diferencial!
 
Links
Sobre
Social
  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn

Desenvolvido por Nós! 

Agência Mati Digital | CNPJ 36.567.849/0001-99

  • Matheus Moura

A Psicologia das Cores

As cores possuem um papel fundamental na nossa rede de informações interna. Elas são capazes de nos remeter a diversos valores simbólicos, e estão diretamente relacionadas às nossas experiências cotidianas e a cultura na qual estamos inseridos.


Ao estudar sobre a Psicologia das cores, Eva Heller concluiu que cada cor pode provocar muitos efeitos, atuando de maneiras diferentes e atreladas à distintas ocasiões.


Existem cores que correspondem a expectativa unânime do público, como por exemplo o azul. Costumeiramente usado para transmitir confiança e segurança, essa cor aumenta a criatividade. Algumas marcas aderiram a cor e fizeram muito sucesso, como por exemplo: Facebook, HP, Samsung, Dell, Skype e Pay Pal.


A cor vermelha é a mais quente e enérgica. Ela muitas vezes é utilizada para expressar opostos, como o bem e o mal. Além disso, essa cor remete-nos as paixões e ao amor carnal, e justamente por isso, é muito usada quando há a necessidade de estimular o público alguma sensação que o leve a agir. As empresas de fast-foods são atualmente as maiores fãs do vermelho, procurando aumentar o desejo do consumidor. Entre elas, temos: McDonald's, Coca Cola, iFood, Sadia, Pizza Hut e Burger King.




Já o amarelo, é a cor da jovialidade, do positivismo, da alegria. É também a cor utilizada para advertências, como em frascos de materiais radioativos ou explosivos. Portanto, pode ser empregada com diferentes propósitos, sempre buscando atrair a atenção do público. Algumas marcas que optaram por essa identidade são: Post it, Habib's, Shell, Best Buy e Nikon.




A cor verde simboliza as coisas que crescem, a saúde, a vida, e opõe-se à morte e a tudo o que está seco. O verde assinala um papel de neutralidade e equilíbrio em meio aos extremos de outras cores, como o vermelho e azul, sendo assim uma cor tranquilizadora. Por ser equilibrada, torna-se versátil, podendo ser aplicada a diversas ocasiões, seja para divulgar questões sustentáveis, vender produtos que transmitam paz ou popularizar questões sobre saúde. Aderiram e se deram bem: Spotify, Subway, Animal Planet, Tic Tac e Consul.




A cor preta é atualmente a mais aclamada pelos jovens e a mais repudiada para os idosos. Os primeiros imaginam na infinidade de produtos Vip's, carros e celulares de luxo, enquanto os últimos atrelam-na à morte. Essa é a cor mais objetiva, pois ilustra sem dificuldades a sofisticação, sendo na maioria das vezes a cor protagonista. Marcas com design preto: Adidas, Nike, Louis Vuitton Chanel, Sony e Puma.




Com o decorrer deste artigo, vimos a capacidade de uma cor para influir o cliente. Sejam sensações boas ou ruins, ela sempre provocará uma reação no seu público. Atente-se à sua intenção e objetivo ao criar uma marca, e busque conciliar o contexto gráfico com o seu produto e empresa.



Referências para o artigo: https://www.chiefofdesign.com.br/psicologia-das-cores/ A Psicologia Das Cores – Como As Cores Afetam a Emoção e a Razão – Eva Heller As cores na Mídia – Luciano Guimarães Impact of color on marketing – Satyendra Singh"